Usa PETIS25 e recebe 25% de desconto na 1ª compra! *

Mudar de ração: O que não podes esquecer

Escolher a alimentação certa para o teu companheiro pode não ser uma tarefa simples. É importante saber quais os seus gostos, o tipo de grão mais adequado ao teu pet, caso existam, as quais as suas necessidades especiais e, para tal, é aconselhável que esta decisão seja feita com o acompanhamento de um médico veterinário.

Cão e gato partilham tigela vermelha com comida.
Cão com um brócolo na boca.

A mudança de ração não deve ser feita de forma repentina. Quando a dieta é feita à base de ração, os nossos companheiros podem comer o mesmo alimento quase todos os dias, porém, quer seja por indicação do veterinário, porque o animal se tornou adulto e necessita de outro tipo de nutrientes, ou simplesmente porque precisa de adaptar a sua alimentação a um modo de vida mais cuidado, a mudança de ração deve ser sempre acontecer com o acompanhamento e orientação de um especialista que assegurará que o teu companheiro inclui todos os nutrientes necessários para uma alimentação correta.

Embora traga benefícios a longo prazo, fazer a troca de ração de forma repentina pode provocar várias consequências. Apesar de, para nós, as rações parecerem semelhantes na sua composição macro, para os pets, esta é uma realidade bem diferente e pode levar ao surgimento de problemas, entre os mais recorrentes estão os gases, dores abdominais, vómitos e diarreia.

De forma a fazeres a mudança de forma gradual e evitares o surgimento dos mencionados problemas, deixamos-te algumas dicas sobre como fazer esta troca em quatro fases:

Fase 1 – Primeiros Dias

A mudança que vais fazer será sempre de forma gradual. Assim, nos primeiros dias é importante que vás introduzindo a nova ração juntamente com a que o teu pet come atualmente. Começa por adicionar pequenas quantidades, com uma razão sugerida de 25% da ração nova e 75% da ração atual.

Fase 2 – Dias 3-4

Depois de uma primeira fase de ajuste, é agora altura de avançar para a segunda fase. Nos próximos dias desta transição, deves continuar a reduzir a quantidade da ração que come atualmente em prol da nova ração. Para isso, avança com o método 50/50 – 50% da nova ração e 50% da ração atual.

Fase 3 – Dias 5-6

Nesta altura do processo, a mudança de ração já acontece de forma natural. Porém, deves ter especial atenção a possíveis problemas de saúde que possam advir da mudança – vómitos, dores de estômago e diarreia são os mais comuns -, para além disso, podes ir verificando se o teu pet está a comer apenas a nova ração e deixar a antiga ou vice-versa. Nesta terceira fase, a razão deve ser de 75% nova ração e 25% da ração que comia anteriormente.

Fase 4 – Restantes Dias

A fase final deste processo de transição consiste em continuares a aumentar a quantidade da nova ração em prol da anterior até ao 10º dia. Após essa data, poderás começar a dar apenas a nova ração ao teu companheiro, mas mantém-te sempre atento ao surgimento de problemas de saúde.

No que diz respeito aos gatos, o plano é ligeiramente diferente, ajustando-se à sensibilidade característica destes animais. Assim, durante os primeiros dois dias, a separação entre rações deve ser feita entre 90% da ração a ser substituída e 10% da nova ração que pretende dar ao seu companheiro. Nos seguintes dias, deve seguir da mesma forma que o aplicado aos cães: Dia 3 e 4 mistura 75% da ração anterior com 25% da nova ração, Dia 5, 6 e 7, a razão deve ser de 50% da antiga ração com 50% da nova ração, Dias 8 e 9 a mistura 25% da ração antiga com 75% da nova ração e, a partir do décimo dia, serve apenas a nova ração e observa se o teu gato desenvolve possíveis problemas de saúde.

Estes cuidados vão preparar o teu pet para a nova dieta, fazendo uma mudança de ração de forma suave e gradual. O mais importante é ter atenção à dosagem recomendada a cada animal. Sempre que houver uma mudança de ração, consulta o guia alimentar para ver qual a dosagem recomendada ao teu companheiro evitando que lhe surjam problemas de saúde – por vezes, cada ração sugere uma quantidade diferente consoante os nutrientes necessários a cada animal e a cada estágio da sua vida.

Cada pet tem necessidades específicas, que variam consoante o seu estilo de vida e saúde, é por isso tão importante que esta mudança seja feita sob o olhar atento de um médico veterinário especialista que assegurará uma mudança sem grandes variações a nível de saúde do teu companheiro.

Carrinho de compras
Compra mais 00.00€ para teres PORTES GRÁTIS!*

O seu carrinho está vazio

Voltar à loja

Menu
Categorias