Usa SOL25 e recebe 25% de desconto na 1ª compra ração marca Pétis! *

10 dicas de saúde para o teu cão

Cão de raça Golden Retriever é escovado por uma mulher enquanto lhe faz festinhas na cabeça.

Gostamos de cuidar dos nossos pets como de nós mesmos e garantir alguns cuidados para uma vida feliz e com saúde.

Atenção e perspicácia são dois pontos muito importantes para conseguir reconhecer os sinais que o nosso pet nos vai dando de forma instintiva e que podem prevenir o aparecimento de problemas.

Cão ao colo de um médico veterinário.

Manifestações de alegria representam uma das formas mais simples de saber se o teu pet se encontra bem de saúde. Sempre que tenhas dúvidas, uma das formas mais simples de perceber se existe algo diferente com o teu pet, é observar o focinho – senti-lo fresco e húmido é habitualmente um bom sinal.

Pelo contrário, existem alguns sinais ou sintomas que, quando observados, devem ser tratados de imediato – como, por exemplo, vómitos ou diarreia.

Mas, o que fazer para que o teu patudo esteja sempre em perfeita saúde?

Deixamos-te algumas dicas:

#1 Visita o veterinário regularmente

A dica mais importante e aquela que deves seguir sempre que considerares necessário é as idas ao veterinário regularmente. Os pets necessitam de um atendimento especializado quer seja para tratar doenças ou simplesmente para evitar o surgimento de complicações.

O veterinário é o teu grande aliado na identificação de alterações na saúde do teu cão, pelo que é importante que tenham uma boa relação – pet, veterinário e dono –, assegurando sempre uma relação de confiança.

#2 Tem sempre as vacinas do teu pet em dia

Os nossos pets devem ter o boletim de vacinas atualizado e em dia. A vacinação é um dos principais cuidados, já que evita o surgimento de doenças que podem revelar-se fatais.

As vacinas são administradas desde cachorro e existem algumas que são obrigatórias para poderes passear com o teu cão na rua – desta forma estás a garantir que pode haver contacto com outros cães.

#3 A importância da desparasitação

O teu cão, que era alegre, comilão e cheio de energia, ficou tristonho, sem fome e sem vontades? Estes podem ser os primeiros sintomas do surgimento de vermes, um problema bastante comum entre os cães e que relembra a importância de visitas regulares ao veterinário.

É importante notar que até um pet que tenha sido desparasitado corretamente pode estar suscetível ao surgimento de novas infeções.

#4 Combate as pulgas e outros insetos

Desconfia se o teu pet se começar a coçar muito! Quando o teu cão se começar a coçar em demasia, pode ser sinónimo da presença de pulgas, carraças ou outros insetos que podem causar vários problemas de saúde, como o surgimento de doenças bacterianas, de tênia ou problemas de pele

#5 Faz caminhadas e garante um estilo de vida ativo, para ti e para o teu cão

Cão e homem correm num campo.

A expressão “mens sana in corpore sano” (“mente sã em corpo são”) não se aplica apenas aos humanos.

É igualmente importante para a saúde e bem-estar dos cães a pratica de exercício.

Assegura-te que existe um “treino” regular, desta forma estarás a controlar o peso do teu pet e a manter a sua condição corporal ideal, ajudando-o a sentir-se forte, com energia e mantendo os seus sistemas cardiovasculares e imunitários ativos.

Para além disso, ao praticares desporto com o teu cão, estás também a cuidar da tua saúde e do teu bem-estar.

#6 Ração natural e de qualidade é a chave

Somos o que comemos... e os nossos pets também!

No momento de escolher qual a melhor ração, garante que lhe ofereces uma dieta de qualidade, em quantidade adequada e com todos os nutrientes que ele necessita para se sentir bem e feliz.

#7 Estimulação mental: desafia o teu cão sempre!

Cão escondido debaixo de uma manta espreita e olha para alguém.

Para alguns cães, a rotina pode tornar-se aborrecida rapidamente.

A “chamada vida de cão” pode levar a que o teu pet ganhe hábitos sedentários e que adote um estilo de vida mais calmo.

A estimulação mental - quer seja através de jogos, treino ou dispensadores de comida -, são excelentes formas de quebrar a rotina do dia-a-dia e de, ao mesmo tempo, brincar com ele, criando assim uma ligação ainda mais forte.

#8 Os cuidados diários com o pelo

Bem cuidado da cabeça às patas! Todas as raças de cães têm pelo que se adapta às condições ambientais – durante a primavera o pelo mais farto é substituído por um menos denso, por exemplo.

Independentemente do tipo de pelo que o teu cão tenha, todos agradecem uma boa escovagem – desta forma estás a evitar que o pelo se embarace, remover o pelo morto e, funciona também como uma espécie de massagem que relaxa e estimula a circulação da pele.

As altas temperaturas de verão e a humidade também podem ser propícios a proliferação de fungos, bactérias e ácaros.

#9 Banhos sim, mas como tudo na vida: QB

Cão no banho com espuma na cabeça.

Os banhos devem ser regulares, mas cuidado. Segundo os médicos veterinários, o ideal é que os banhos ocorram em intervalos de quinze dias, desta forma não prejudica a saúde da pele do teu cão nem traz problemas adicionais de saúde.

Aquando do banho, fica atento aos ouvidos do teu pet, devem ser protegidos para que a água não entre no conduto auditivo e venha a causar problemas.

Escolhe produtos adequados à pele e pelo do teu cão. Lembra-te que a sua pele não é igual à do humano e alguns produtos podem causar irritação.

#10 Atenção às secreções lacrimais

Já deves ter percebido que, por vezes, o teu cão fica com uma mancha no canto do olho. Esta condição, chamada lágrima ácida, é uma patologia desconfortável para o teu cão, e é frequente em determinadas raças –poodles, bulldog inglês, lhasa apso, shih tzu.

Esta patologia nada mais é do que o surgimento de manchas de lágrimas intensas, de cor vermelho-acastanhado que surgem por baixo dos olhos e que pode estar ligado a vários fatores, destacando-se: pestanas encravas, infeções nos olhos, excesso de produção de lágrimas, infeção na orelha, stress, ração desadequada, entre várias outras causas às quais deves ter a devida atenção.

Visita sempre que necessário o teu veterinário de forma a conhecer sempre melhor o teu cão e conseguires identificar possíveis sintomas e a origem.

Cão deitado numa mesa de veterinário é auscultado pelo médico.

É nossa responsabilidade manter os nossos cães saudáveis e seguros. Desde a ração adequada, passando pelo exercício regular e visitas de check-up ao veterinário, existem muitas pequenas medidas preventivas que devemos ter sempre presentes de forma a impedir que fiquem doentes ou feridos.

Mantém sempre a calma em momentos mais difíceis e foca-te em tomar as melhores decisões, desta forma estás a ajudar não só o teu pet, mas também a ti.

Carrinho de compras
Compra mais 00.00€ para teres PORTES GRÁTIS!*

O seu carrinho está vazio

Voltar à loja

Menu
Categorias