Usa o promocode PETIS25 e recebe 25% de desconto na 1ª compra! *

Os cuidados a ter na adoção de um cão: como os receber

Cão em carro com focinho fora da janela e língua de fora.

O processo de adoção de um pet pode parecer simples, mas, antes sequer de avançares com este passo, é importante pensares bem na tua vida e em que ponto te encontras neste momento: existe tempo e espaço na tua vida para um amigo de quatro patas? Decidir adotar um cão é aceitar receber uma nova companhia e também novas responsabilidades.

É importante que exista uma adoção responsável e ponderada, e um período de adaptação. Não nos devemos deixar levar só porque vimos uma fotografia amorosa ou nos derretemos com um vídeo de um pet nas redes sociais. O aumento da família a um amigo de quatro patas deve ser feito de forma ponderada.

O que deves ter em consideração antes de avançar com a adoção do teu pet?

Em primeiro lugar, e uma das questões mais importantes é perceberes se existe condição emocional e disponibilidade tua e da tua família para o receber.

Os pets exigem atenção, carinho e cuidados que, para conseguir garantir, é necessário ter uma boa estabilidade emocional. Em caso de famílias numerosas – e não só -, é importante confirmar que ninguém terá alguma contraindicação à convivência com o pet – por exemplo alergias – e que haverá sempre espaço para o receber.

Cão ao colo de uma pessoa em gesto de abraço.

Lembra-te também que os cães exigem cuidados básicos: é necessário levá-lo à rua, fazer-lhe companhia, brincar com ele e desenvolver uma amizade entre os dois, e socialização: um cão precisa de treino desde terna idade e de socializar com outros cães.

A estas necessidades, deve juntar-se a gestão da tua vida pessoal e da vida profissional. Existe compatibilidade para acarretar estas novas responsabilidades? Lembra-te: o pet deve sentir-se bem recebido e amado.

A adição de um novo membro à família traz também o aumento nas despesas: idas ao veterinário, desparasitação, vacinas e comida, são apenas alguns dos gastos mais recorrentes, recordando sempre que podem surgir gastos inesperados - doenças ou intervenções cirúrgicas de última hora, por exemplo. E, claro, quando programares as férias, lembra-te que o teu pet também faz parte da família.

Mas a verdade é que existem benefícios pessoais em adotar um cão: aumenta a interação entre os membros da família na qual é integrado, diminui o stress dos donos e são uma companhia fiel em todas as ocasiões e momentos.

Agora que pensaste seriamente nos pontos indicados anteriormente, deves responder a duas questões adicionais:

Cão grande? Ou de porte pequeno?

Cão é acarinhado no focinho.

És uma pessoa mais introvertida ou extrovertida? Tens espaço suficiente para receber um pet na tua casa?

Para pessoas mais ativas, os cães grandes são uma excelente opção, por norma são mais enérgicos, existe a tendência para fazerem grandes passeios e atividade diária e regular. Devido ao seu grande porte, são cães ideais para ambientes espaçosos – de preferência com um jardim onde se possam sentir à vontade.

Cães de pequeno porte são, por norma, menos energéticos e uma boa opção para quem vive em apartamentos e que não tenha disponibilidade para longos passeios.

O que devo ter antes da adoção?

Cão de raça Beagle dentro de caixa de cartão com a língua de fora.

Para receberes o teu pet como ele merece, há alguns itens que podes ter já preparados antes da sua chegada:

  • Começa por preparar o set de alimentação composto por duas taças - uma para a alimentação e outra para a água;
  • Ração para os primeiros dias: é normal que não saibas quais os gostos do teu futuro pet, podes descobrir a melhor opção que a Pétis tem para ti usando o nosso simulador ou optar por escolher sabores genéricos baseado nas características que conheces do teu pet na nossa loja Pétis e depois ajustar com o tempo;
  • A diversão nunca é demais! Para receberes o teu pet de forma divertida, tem alguns brinquedos para ele brincar que podes encontrar na loja Pétis;
  • Uma escova para o pelo será sempre bem-vinda, desta forma estás a demonstrar carinho e dedicação na receção;
  • Um espaço para dormir que seja cómodo e acolhedor (e que ele reconheça como sendo o seu espaço para dormir no futuro). Garante que a cama seja adequada ao tamanho. Podes ainda adicionar uma manta ou cobertor para tornar o espaço ainda mais fofo e – no caso de ser um cachorro – resguardos para possíveis acidentes.

 

Cão é acariciado por uma mão.

Visita o pet que vais adotar antes de o receberes na tua casa e interage com ele – sempre de forma calma e sem elevar a voz.

Escolhe o dia da adoção para uma altura em que tenhas disponibilidade para ficar em casa e passar os primeiros dias com o teu novo amigo. O tempo de adaptação poderá variar de caso para caso, devendo ser especialmente cuidadosa no caso de o animal ter sido abandonado anteriormente ou ter sofrido maus-tratos.

Quando chegarem a casa, dá-lhe tempo e espaço para descobrir os novos odores, novas dinâmicas e ambientar-se a esta nova vida.

Acima de tudo, tem muita paciência.

A adoção de um pet é para sempre. Em média, animais de estimação como cães e gatos tendem a viver cerca de 14 anos no caso dos cães, e 20 anos no caso dos gatos. Existe disponibilidade da tua parte e condições para assegurar este tipo de comprometimento?

Ao avançar com este passo, estás a assumir que nunca o abandonarás ou darás a outros donos e que existirá amor para dar. Eles vão estar sempre lá para ti, em todas as ocasiões.

Família de 3 pessoas, dois adultos e uma criança, passeio com o seu cão num caminho na natureza.
Carrinho de compras
Compra mais 00.00€ para teres PORTES GRÁTIS!*

O seu carrinho está vazio

Voltar à loja

Menu
Categorias